EaD – Résumé

28/04/2016

EaD – Résumé

PDF 631

Textos Anteriores

PDF 623 – EaD - Abstract

PDF 628 – EaD - Resumem

Enquanto o aluno estava em sala de aula, somente o professor tinha o direito de circular livremente pela sala. O poder de observar o aluno por diferentes ângulos. E os alunos com mobiliário individual tendo unicamente e obrigatoriamente, que olhar para a lousa e para o professor. Salvo uma atividade fora de um modelo clássico, como criar um círculo com as cadeiras escolares. Um mobiliário um tanto estático, estético e ergonômico, com a finalidade de promover um conforto evitando reclamações de desconfortos ou má acomodações. Evitando desconfortos que pudessem desviar a sua atenção. E o olhar do professor atento, podia identificar um aluno de braço levantado, aguardando uma oportunidade do direito da palavra.

Nos dias de testes e provas, o professor poderia fazer uma configuração diferente, trocando os alunos de lugares, determinando filas de cadeiras a serem ocupadas, e criando critérios de outras disposições. Pregando o comportamento do total silencio, poderia se posicionar em lugares diferentes para um maior controle, dos atos daqueles estudantes que confeccionavam as provas ali aplicadas. Ainda havia a possibilidade de provas diferentes, para evitar uma prova semelhante ao alcance de outros olhos. Pequenos gestos poderiam levantar suspeitas, de consulta a outras provas, ou anotações disfarçadas e previamente confeccionadas. E o professor dono de um poder, exercendo os atos de vigiar e punir. O poder de tomar a prova do aluno, e aplicar a nota zero, baseado no argumento da consulta proibida. Embora a prova quando confeccionada, tenha inúmeras consultas.

Com o tempo e o avanço nas series, ou cursos mais avançados, os alunos foram ganhando espaço, podendo entrar e sair da sala, com um simples gesto de aceno, com um cumprimento e educação. Mais ainda restaram as provas e a ficha de chamada, como um sistema de controle. E o poder do professor de afirmar que um aluno estava presente ou ausente da classe. Continuou de modo diferente o ato de vigiar e de punir. Punir o aluno com notas baixas, baseado em um conteúdo apresentado. O aluno como individuo, pode somente absorver, o que lhe interessa. As inúmeras faltas poderiam reforçar o argumento, justificando uma nota baixa. E as faltas, a partir de um percentual, também reprovam.

EaD. Agora o professor se posiciona em um lugar diferente, atrás de uma tela de computador. Tem um poder tecnológico de controlar os atos dos alunos, computar seus horários e seus tempos de dedicação a um estudo, através de relatórios que podem identificar e controlar o tempo que o aluno permanece on line. Controlar seus tempos gastos em uma prova, evitando consultas a uma determinada bibliografia.

E o aluno conhecedor das ferramentas tecnológicas, vai buscar outras ferramentas para driblar o sistema tecnológico. Cada geração mais nova de alunos é uma geração mais a frente, assim como acontece na tecnologia, acontece na biologia. Foucault sempre resistiu a qualquer tentativa de aprisionamento (Maria da Conceição Silva Soares em: Vocabulário de Foucault: um livro para usuários/leitores). E assim também é o aluno, não admite aprisionamentos.

RN, 28/04/16

por

Roberto Cardoso (Maracajá)


Textos anteriores:

Texto 1: EaD - Abstract

www.publikador.com/estudos-academicos/roberto-cardoso/ead-abstract

Texto 2: EaD - Resumen

www.publikador.com/cultura/roberto-cardoso/ead-resumen

xananasblog.wordpress.com/2016/04/25/ead-resumen/

digestaodainformacao.blogspot.com.br/2016/04/ead-resumen.html

Textos correlatos:

O escritor senhor de seus engenhos

www.publikador.com/economia/roberto-cardoso/o-escritor-senhor-de-seus-engenhos

O velho truque da dominação simbólica

www.publikador.com/economia/roberto-cardoso/o-velho-truque-da-dominacao-simbolica

O conhecimento que as universidades já não produzem

docs.com/roberto-cardoso/9937/o-conhecimento-que-as-universidades-ja-nao


97
{{ (like/total)*100 | number:2 }}%
Avaliação:

{{ (like/total)*100 | number:2 }}%

({{ like | number:0 }})votos

{{ 1*100 | number:2 }}%

({{ like | number:0 }})votos
Free Space
Free Space
Danger
Roberto Cardoso (Maracajá)
  28.439
  99.39%
Comentários