A contabilidade nas mãos – a primeira conta de um conto

19/08/2014

Contabilidade em Revista. Mais uma revista colocando e levando, o conhecimento às mãos. A informação contábil vista com auxílio das mãos, revista e revisada, atualizada nas mãos. Mãos que tocam, escrevem, digitam, folheiam e somam.

O conhecimento chega pelo auxílio e manuseio das mãos. São as mãos com auxílio dos braços que chegam mais longe, e alcançam estantes ou prateleiras, para pegar um livro ou uma revista. Sobre uma mesa ou balcão, são as mãos que com o auxilio dos dedos, que seguram e manuseiam revistas e livros. Folheando e passando as páginas, para que os olhos possam escanear e compreender símbolos e imagens. O que está escrito e divulgado, nos textos, nos artigos, nas imagens, e nos serviços prestados pelos anunciantes. Ainda que sem um apoio, para livros ou revistas, as mãos e os dedos fazem o desfile de símbolos e imagens para os olhos.

As mãos e os dedos manuseiam teclados de aparelhos conectados a internet, para obter informações e conhecimentos, para serem colocados diante dos olhos. Tal como um passar de dedos para mudar de página, um passar de dedos muda de mensagem. A repetição dos gestos em livros e revistas, para os computadores e comunicadores de mão.

A visão levará ao cérebro as informações contidas nas imagens. Informação e conhecimento para ser armazenado e processado, em situações momentâneas e situações futuras. Um dia o contador foi conhecido como guarda-livros, hoje ele guarda informações e conhecimentos.

As imagens antigas e encontradas, pintadas em cavernas e paredões de pedra, foram feitas pelas mãos de quem queria passar uma informação aos que ali estavam presentes. Ou mesmo para aqueles que ainda chegariam para obter informações, no abrigo do conhecimento. Até hoje os professores repetem o gesto de escrever e descrever em paredes. Em locais abrigados do tempo e da chuva, denominados agora como escolas e colégios.

Quanto o homem deixou de ser nômade, fixou-se em uma habitação. Ali no entorno pode plantar e criar. Com a mão e um dedo apontou a direção. Com as mãos colheu e caçou, domesticou e domou plantas e animais. Plantou e criou, colheu e coletou plantas e animais.

E foi com o auxílio das mãos e dos dedos que pode contabilizar seus animais e sua produção. Contou nos dedos suas tarefas e produções. Quando sua criação ou produção alcançou números maiores que dez, com auxílio das mãos pode juntar pequenas pedras e fazer pequenos montes de dez. Mesmo sem conhecer ou reconhecer os números, seus olhos podiam fazer comparações, nas porções amontoadas. Com quem folheia uma publicação, com um passar de pedras de um lado para o outro pode calcular seus conhecimentos e contabilizar seus bens.

 
1.243
{{ (like/total)*100 | number:2 }}%
Avaliação:

{{ (like/total)*100 | number:2 }}%

({{ like | number:0 }})votos

{{ 1*100 | number:2 }}%

({{ like | number:0 }})votos
Free Space
Free Space
Danger
Roberto Cardoso
  191.630
  98.93%
Comentários