Linha do Tempo

21/02/2016

Roberto Cardoso (Maracajá)

Fatos não percebidos podem acontecer, e ficarem marcados, em uma linha do tempo, a também denominada timeline de um usuário, em uma das redes sociais. Como informações a serem observadas e analisadas, depois de coletadas. Elas ficaram lá para serem revisadas. Tais como informações que garantem e geram um conhecimento, elas foram gravadas, ficaram grafadas. Mas já estamos habituados a receber informações formatadas, calculadas e interpretadas, por outros e com diversos objetivos, normalmente particulares. A informação pronta para ser consumida, com diversos objetivos que nem imaginamos.

Um aniversario é um dos argumentos, para colegas e amigos, chegarem em uma linha do tempo para apresentar felicitações. Deixar suas mensagens. Pode ser apenas uma palavra como, parabéns ou felicidades; como também duas, três, ou quatro palavras como, feliz aniversário e muitos anos de vida. E mais ainda, uma ou mais frases felicitando o amigo. Chegando a compor textos e estrofes rimadas e ritmadas. A oportunidade de deixar uma marca, uma lembrança; reestabelecer, preservar e conservar a amizades. O mundo real registrando-se no mundo virtual, encurtando palavras e distâncias. OmG! Tks, abçs, ok! As redes sociais como um encontro na esquina ou na orla da praia, um aceno a distância, em um processo bastante informal.

Com tantas informações coletadas em apenas um dia, é possível fazer uma pesquisa, usar de estratégias, com o perfil dos amigos. Inicialmente distinguindo uma separação por sexo, embora hoje, já exista um novo referencial, um termo mais complexo, como a opção sexual. Mais um tema para uma pesquisa. O grupo também pode ser dividido, por grupos de uma mesma característica, como de amigos e de parentes. Parentes com laços próximos ou mais distantes. Entre os amigos, podemos construir subgrupos, outros grupos, os mais próximos e os mais distantes, com critérios afetuosos ou geográficos. O clube da esquina, ou um grupo que se reunia em uma casa. Lembranças de outros tempos. Tempos de conhecimento e tempos de amizades. Ligações antigas, que hoje podem ser links. Novos amigos e velhos amigos, os chamados amigos para sempre. Poucos ou raros, ou até nenhum, poderão ser agrupados como inimigos ou desprezados amigos, entre os que deixaram votos neste dia. Ainda que um dia tenham brincado de inimigo oculto, uma contra referência ao amigo oculto, também conhecido como amigo secreto.

Depois de separados em grupos, poderão ser feitas as estatísticas, formando percentuais em cada grupo. Com afetos e desafetos poderão compor outros grupos sem que seja notado, em que grupo foi colocado. Não há como reivindicar ou discordar, da participação em determinados grupos. Já que não participam dos critérios de pesquisa, são apenas dados coletados, sem vontades e sem identidade.

E então percebemos o quanto podemos fazer parte de pesquisas e estatísticas, feitas por outros, ou terceiros, sem ao menos percebermos. Pesquisas de analises de comportamentos, pesquisas de escolhas, pesquisas de preferencias. Pesquisas sem questionários, sem preenchimento de formulários. Fácil de perceber o fato, com os aplicativos comuns em redes sociais, onde se identificam os melhores amigos, as postagens mais curtidas, a imagens mais vistas. Alguns aplicativos prometem desvendar o passado e prever o futuro. E criam duvidas do quanto querem influenciar, ao que concorda com os termos, inclusive com investigação do perfil. Com certeza usam cálculos matemáticos de links e conexões entres pessoas e assuntos diversos, que não podemos saber ou afirmar. Ficamos mais preocupados com as respostas que os aplicativos vão dar. Talvez um fortalecimento do ego, percebendo que somoa notados.

Por fim, com o grupo de amigos, é possível emitir agradecimentos. Por participar de uma pesquisa. Por ter lembrado da data festiva e comemorativa, e por ter chegado ao fim de um texto.

Meus agradecimentos aos que se propuseram a postar na minha timeline ou mesmo com postagens in box. Inclusive aos que não postaram, simplesmente deixaram um curtir, ou um like, em outra postagem. Inclusive os atrasados, que se perderam no tempo. Há também os que não participam de redes sociais, mas lembraram em pensamento. Talvez um dia os links sejam em pensamentos. As informações já estão arquivadas em nuvens.

Meus agradecimentos aqueles que estiveram presentes na minha linha do tempo, e no tempo desta linha, no dia 20 de fevereiro..

Em 21/02/2016

Entre Natal/RN e Parnamirim/RN

280
{{ (like/total)*100 | number:2 }}%
Avaliação:

{{ (like/total)*100 | number:2 }}%

({{ like | number:0 }})votos

{{ 1*100 | number:2 }}%

({{ like | number:0 }})votos
Free Space
Free Space
Danger
Roberto Cardoso (Maracajá)
  28.243
  99.39%
Comentários