EaD – Abstract

13/04/2016

O presente trabalho procura identificar estratégias de domínio,com a proliferação da modalidade de ensino, denominada como EaD - Educação à Distância, tendo em vista que esta modalidade começa (ou começou) com o modelo EJA (Educaçãode Jovens e Adultos), com a complementação e formação dos estudos básicos ou elementares. Quando o aluno que não pode completar seus estudos, tem a oportunidade de fazê-lo, indo periodicamente a locais pré-determinados, resolver suas dúvidas, sobre um conteúdo anteriormente oferecido e estudado, em horários e locais a sua escolha. E a EaD torna-se agora uma ação comum nos cursos de graduação, estendendo-se aos cursos de especialização e pós-graduação.

A modalidade EaD, evidencia e assemelha-se muito bem, com uma modalidade muito comum no século passado, denominada como cursos por correspondência, quando o aluno pagava uma taxa ou uma mensalidade, dependendo do volume de material do curso escolhido. E recebia o material pelo serviço de entregas ou pelo correio, completo ou por parcelas. Diversos cursos técnicos foram feitos, por alunos morando distante das capitais. Eram cursos rápidos e práticos onde se aprendia uma profissão. Mais tarde os alunos formados por correspondência, precisaram ir a uma escola, para ser atualizados, formados e receber novos certificados e diplomas. Algumas instituições que forneciam cursos por correspondência, podem ter se tornado escolas, seguindo uma tendência, e uma estratégia de mercado. Tornou-se necessário ao aluno não somente o aprendizado e o conteúdo,mas participar dos ritos da diplomação, com o cerimonial de formatura e os paramentos simbólicos, tidos como necessários. Um cerimonial para a escola e para a sociedade, com um ritual da entrega de um diploma, por um superior, em status e conhecimento. As fotografias de formatura reforçam a ideia, perpetuando eeternizando um ritual. A foto de formatura como símbolo de um conhecimento adquirido. A beca, o capelo, o diploma e o anel.

Profissionais no exercício da profissão, são periodicamente convocados a fazer uma capacitação ou uma especialização, uma atualização de conhecimentos. Reúnem-se em um local onde obtém todas as informações para acessar conteúdos em sites e páginas da internet, onde podem inclusive obter os conteúdos e fazer testes e provas. Outras modalidades nem necessitam de uma sessão presencial, a inscrição e a seleção de currículos, tudo pode ser direto pela internet. Inclusive a obtenção e impressão do certificado, tudo pela internet, computador e impressora, o novo tripé da escola e da educação. E cada vez mais os alunos se afastam dos bancos escolares, do convívio com outros alunos e da presença de professores. Cria-se assim a ausência de um ambiente de confronto dos conhecimentos, com troca de informações e outros conhecimentos.

O EaD torna professores em alunos, e afasta os alunos da escola, tornando-se uma grande vantagem para uma faculdade ou universidades, para  empresas, reduzirem seus custos com edificações e suas manutenções; com equipamento, material e pessoal. A redução do tripé básico de uma escola, com funcionários, professores e alunos. Reduz-se drasticamente o corpo de funcionários, também denominados como colaboradores, uma redução significativa analisando a proporção de funcionários, entre alunos e professores. Os professores podem gerenciar maiores turmas, e com níveis diferentes, sem a necessidade de estar presente, sem a necessidadede estar diante de uma turma. Bastando apenas preparar aulas que podem ser gravadas ou geradas on-line, e ao vivo. O material didático pode ser aindicação de livros ou a criação de apostilas, transferindo o custo de papel e impressão para o próprio aluno, que deseja o material impresso nas mãos. Contatos com o professor podem ter hora marcada e momento virtual.

Enquanto que o número de alunos, ultrapassa as tradicionais capacidades de salas de aulas, laboratórios e auditórios. O aluno arca com os custos necessários, com um computador, um local adequado, e energia elétrica para iluminação e conforto durante as aulas ou leituras de estudos. O que parece em um primeiro momento ter um custo reduzido, tem um custo embutido, diluído entre outros usos do ambiente e do computador. As faculdades são os grandes startups do momento. Juntando ideias e consumidores de um produto: o conhecimento. Um produto imaterial, intangível, de origem intelectual.

Maestro oculto, especialistas ou estrategistas, estão por trás da criação da EaD. Criam dificuldades para vender facilidades. Embutem a ideia do desconhecimento e do despreparo, a falta de atualização, com o argumento de que para continuar no jogo é preciso jogar sempre. O argumento de que um bom preparo, e um bom conhecimento é necessário para uma disputa no mercado. Ainda que depois de formado não possam ser um profissional completo, será necessário um estágio mal remunerado, na condição de estagiário ou aprendiz, para adquirir pratica e conhecimento.

A instituições de ensino despejam profissionais recém-formados, inflacionando o mercado. Em um curto espaço de tempo formam novos profissionais para competir com os profissionais formados nas universidade e faculdades presenciais, a denominada academia. Encharcam o mercado com uma diversidade de profissões, que antes resumiam-se em uma, criando a especialização do especialista. Criam disputas profissionais. Novas profissões que ainda não definiram um mercado, suas margens de atuação. E esta será a principal luta, o reconhecimento profissional e o reconhecimento da profissão.

Novos profissionais equiparados aos antigos, são colocados no mercado. Disputam as mesmas vagas com outros formados. Com o instrumento e argumento da empresa de poder reduzir custos, oferecendo salários menores, não atrativos para os antigos profissionais, mas atrativos para os novos e recém-formados. E na empresa nunca estarão capacitados, sempre precisarão de novos conhecimentos e novas capacitações. O que manda é o mercado. A empresa precisa acompanhar o mercado, assim dirão sempre os seus executivos. O processo de recrutamentoe seleção dos novos colaboradores, já começa na escola.

 

NAT 13/04/16

Tags:
EAD
116
{{ (like/total)*100 | number:2 }}%
Avaliação:

{{ (like/total)*100 | number:2 }}%

({{ like | number:0 }})votos

{{ 1*100 | number:2 }}%

({{ like | number:0 }})votos
Free Space
Free Space
Danger
Roberto Cardoso
  191.630
  98.93%
Comentários