O BUG do HUG

18/08/2015

Bugou geral o HUB, o tão anunciado e tão esperado. ETA e ETD NIL. Não se sabe onde acontecera a instalação do HUG bugado. Continua nas disputas uma cidade que se divide entre duas cidades, a do Norte e a do Sul, separadas por um rio. E no meio do caminho tem uma ponte, tem uma ponte no meio do caminho. Uma ponte que divide a cidade, as opiniões e as decisões. Divide e discrimina as sociedades urbanas sulistas e nortistas. E ficou uma pista no Norte e outra no Sul. A pista dos sonhos no Sul, o Parnamirim Feeld; e a pista da realidade, de um futuro esperado localizada no Norte. As duas cidades: a cidade do Natal e a cidade de Natal, independente de teorias cascudianas definindo ou declarando a preposição correta. A cidade já nasceu bugada sem saber se era portuguesa ou holandesa, com influencias indígenas.


A pista de Parnamirim (S) ficou fechada (CLOSED) para pousos e decolagens, dando como alternativa para São Gonçalo do Amarante (N) com o METAR da hora indicando CAVOK. São Gonçalo OK em LANDING SURFACE, mas não autorizou o PUSHBACK, continua em STAND BY. E continua a indecisão entre as cidades natalences, localizadas na Grande Natal ou na Região Metropolitana de Natal. O que era bugado, bugou geral.


Uma trilha de condensação ficou cravada nas altas camadas onde ficam os cyrrus. Em meio a fuselagens e envergaduras, a busca de um Gol no HUG para não ficar BUG: American Airlines ou US Airways; Oceanair ou Avianca. Trip ou Azul; Azul ou Blue; ECT ou DCT; Latam ou Matal, Natal ou Latan.


RETROCESSO REMOLCADO NO APROBADO. Ainda depende das pesquisas e das conclusões encomendadas, por aqueles e daqueles que estão no comado da tripulação: no início da rota, no meio da triangulação, ou no destino final. A triangulação AS/BRA – EUA – UEE. A decisão está nas mãos e nas rotas de outras naves e aeronaves, no manche da UEE e EUA, um dos quais dominará o embarque e o destino final: AS/BRA. Um dia a decisão esteve nas mãos de Portugal e Espanha com os comandantes da navegação marítima: Colombo e Cabral. E dividiram o mundo ao meio com o Tratado de Tordesilhas, cada um ficou com um lado. Hoje o comando está nas mãos das empresas como IATA e ICAO. Em terras brasileiras estão no comando: Papa Tango e Papa Fox Lima, com interferências de Lima Índia Sierra e Fox Hotel Charlie.


Pelos mares chegam os Galeões (GIG), depois de correr por um Rio de Janeiro. Em terra os empresários e políticos discutem exercem seus poderes com Viracopos (VCP), e outras garrafas, com alguns galinhos de Campinas. Pelos ares passam as Congonhas (CGH), Bandeirantes (C- 95) e Tucanos (T-25), sobrevoando a capital, com escalas no planalto central em BSB.


NAT/SBNT


QRA Nome da estação e nome do operador


QAR Abandonar a escuta.


NIL nada e nenhuma informação.


 


Textos correlatos




Vivendo
de sal, turismo e vento



www.publikador.com/economia/maracaja/2015/07/vivendo-de-sal-turismo-e-vento/


Acione
transponder



www.publikador.com/humor/maracaja/2015/07/acione-transponder/

O
Velho truque da dominação simbólica



www.publikador.com/economia/maracaja/2015/06/o-velho-truque-da-dominacao-simbolica/


HUG
BUG


www.publikador.com/economia/maracaja/2015/06/hug-bug/


HUG
BUG HUG BUG



www.publikador.com/politica/maracaja/2015/06/hug-bug-hug-bug/

HUG
BUG do Amarante



www.recantodasletras.com.br/cronicas/5346897



Entre Natal/RN e Parnamirim/RN, 18/08/15


1.128
{{ (like/total)*100 | number:2 }}%
Avaliação:

{{ (like/total)*100 | number:2 }}%

({{ like | number:0 }})votos

{{ 1*100 | number:2 }}%

({{ like | number:0 }})votos
Free Space
Free Space
Danger
Roberto Cardoso
  191.007
  98.93%
Comentários